Início > Editorial, Evangelho, , Igreja, Jesus Cristo, Mensagem, Papa Francisco > CAMINHO E DIÁLOGO | Editorial da Voz de Lamego | 1 de dezembro

CAMINHO E DIÁLOGO | Editorial da Voz de Lamego | 1 de dezembro

epa05044215 A handout image released by the L'Osservatore Romano press service on 27 November 2015 shows Pope Francis with children during his visit in Nairobi, Kenya, 27 November 2015. Pope Francis is on a six-day African topur that will take him to Kenya, Uganda and the Repulic of Central Africa from 25 to 30 November. (ATTENTION EDITORS: Editorial use only in connection with reporting on the events depicted in the image) EPA/OSSERVATORE ROMANO / HANDOUT HANDOUT EDITORIAL USE ONLY/NO SALES

A edição desta semana da Voz de Lamego parte da Viagem Apostólica do Papa Francisco à África Central, onde abriu a primeira Porta Santa. O editorial, proposta de reflexão do Diretor, Pe. Joaquim Dionísio parte da Viagem do Papa a África para sublinhar que em muitas regiões do mundo a Igreja é como que um Hospital de campanha, caminhando com os mais pobres. Francisco tem pautado as suas intervenções em diferentes contextos pelo desafio constante da Igreja sair para as periferias ao encontro dos mais pobres.

CAMINHO E DIÁLOGO

Por estes dias, longe do mediatismo europeu e da agenda do hemisfério norte, o Papa Francisco visitou três países africanos: Quénia, Uganda e República Centro Africana. O “homem vestido de branco”, que não chegou para dominar, condenar ou explorar, mas que não esconde o desejo de ir às periferias e se caracteriza pela simplicidade e franqueza, deixou apelos de paz àquelas gentes e renovados convites ao diálogo e ao perdão.

Apesar de discreta e numericamente pouco expressiva em alguns destes países, a presença da Igreja é sinónimo de “hospital de campanha” que caminha com os mais pobres e desfavorecidos, no meio de perseguições e da instabilidade.

A viagem papal não foi imposta pelo tamanho das comunidades católicas, mas pelo desejo de confirmar na fé e de apelar à “força das palavras contra as palavras da força”, levando uma mensagem de paz, de reconciliação e de esperança a países que continuam a ser vítimas de guerras internas e a adiarem a unidade nacional. Há um caminho diferente que torna possível o perdão, a convivência, o respeito pelas diferenças, a integração, o crescimento…

O continente africano continua marcado por lutas étnicas e guerras fratricidas, tantas vezes entre conterrâneos, onde a vontade de dominar e de impor se sobrepõe ao valor e à dignidade da vida humana. Por culpa própria ou por influências nefastas de vizinhos e de interesses instalados, a democracia continua adiada e o poder tarda em ser legitimado pela vontade livre do povo.

Num tempo em que os acontecimentos e as preocupações do norte marcam, e bem, a agenda mundial, a missão da Igreja, pela presença e voz do Papa, passa também pelo dizer aos africanos que podem e devem fazer mais e melhor.

in Voz de Lamego, ano 85/53, n.º 4340, 1 de dezembro

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: