Início > Editorial, Igreja, Jesus Cristo, Mensagem > Vaticano – CONVERSÃO | Editorial Voz de Lamego | 17 de novembro

Vaticano – CONVERSÃO | Editorial Voz de Lamego | 17 de novembro

editorial_Voz_Lamego

No passado dia 14 de novembro, dentro da Semana dos Seminários (8 a 15 de novembro), realizou-se, no Seminário Maior de Lamego, a ASSEMBLEIA DO CLERO, tendo como principal orador o Pe. José Frazão Correia, sj (sacerdote jesuíta), Superior Provincial da Companhia de Jesus em Portugal. Assim sendo, a edição posterior à referida Assembleia dá-lhe o devido destaque, bem como à vivência da Semana dos Seminários.

Outro tema em destaque é a Visita Pastoral de D. António Couto na Paróquia de Santo Amaro de Alvite. Relembra-se que decorre a Visita Pastoral na Zona Pastoral de Moimenta da Beira e que se prolonga até abril do próximo ano.

O Editorial, do Pe. Joaquim Dionísio, traz à reflexão acontecimentos que expõem o Vaticano, sublinhando a necessidade e a urgência da conversão, a todos os níveis, conversão que começa por cada um, como bem sublinhava Madre Teresa de calcutá.

Vaticano – CONVERSÃO

Alguém questionou Madre Teresa de Calcutá sobre o que mudar na Igreja e ela respondeu: tu e eu! A resposta indica que todos os baptizados são Igreja e que há razões para mudar. A reforma da Igreja é mais do que a alteração de estruturas; deve, sobretudo, abranger comportamentos.

Por estes dias foram notícia alguns factos ocorridos no Vaticano, envolvendo pessoas e números. Já se sabe que a comunicação social tem a particularidade de divulgar o menos bom, belo e justo protagonizado por uns quantos, levando a que muitos tomem o todo pela parte.

Se a divulgação dos factos deve envergonhar e converter os protagonistas, também é verdade que fortalece a determinação de quem procura acabar com tais situações. E louva-se o empenho do Papa para pôr cobro a exageros, a gastos exorbitantes ou a mordomias pouco cristãs. O mundo é testemunha da sua sobriedade, embora o seu exemplo tarde em contagiar alguns próximos.

O escrutínio prévio dos nomeados, o acabar com certas regalias, o combate aos instalados e carreiristas, a rotatividade, a transparência e o controlo poderão contribuir para uma maior verdade.

Apesar dos limites dos seus membros, a Igreja continua a sua missão, protagonizando uma presença que vivifica e um serviço que respeita e eleva a dignidade humana. E quantas vezes o faz em circunstâncias difíceis, sem apoios, ao lado dos perseguidos, dos que sofrem, dos doentes e marginalizados.

A maioria dos bispos e sacerdotes e consagrados vive sem luxos, à vista de todos, no meio do povo cristão, testemunhando exemplos e histórias de vida que incarnam o evangelho. Acreditamos que, no Vaticano, muitos se inserem neste grupo e cumprem a sua missão de forma exemplar.

A comunicação social tem tendência a esquecer tais exemplos, mas sabemos quanto o mundo cresce e se eleva com tais vidas.

in Voz de Lamego, ano 85/51, n.º 4338, 17 de novembro

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: