Início > Entrevistas, Evangelho, , Formação, Igreja, Jesus Cristo, Jovens, Seminários, Testemunho, Vocações > Semana dos Seminários 2015: à conversa com Diogo Rodrigues

Semana dos Seminários 2015: à conversa com Diogo Rodrigues

diogo rodrigues

No âmbito da Semana dos Seminários que estamos a viver, aqui deixamos algumas palavras de um dos nossos finalistas, o Diogo Rodrigues, seminarista do VI Ano e natural da paróquia de Lazarim, mais concretamente do lugar de Mazes.

  1. Na última etapa da tua caminhada, um breve balanço do que foi o teu percurso no Seminário.

O meu percurso de Seminário, não tem por assim dizer nada de especial, a não ser nos dias de hoje: entrei para o Seminário de Resende em 2005 para o 7º Ano com 12 anos, e aí passei 6 anos. Ao terminar o 12º Ano entrei neste Seminário Maior, em 2010. Ou seja, desde que saí da minha terra com 12 anos onde tinha frequentado a Telescola, não estudei nem vivi em mais lado nenhum a não ser no Seminário. Claro que o Seminário como a vida, tem sempre os seus «altos e baixos», mas com certeza que nos deixa sempre marcas…

  1. Durante dois anos frequentastes o Seminário interdiocesano, em Braga. Como viveste essa experiência?

A experiência em Braga foi bastante enriquecedora. Ao início foi uma descoberta, mesmo no modo de viver com as dioceses que formam o Seminário e com quem já contactávamos em Viseu, mas que era só no tempo lectivo.  Depois porque o ambiente da Faculdade de Teologia é muito diferente do ambiente vivido no Instituto. Nele travamos conhecimento com muito mais pessoas, algumas que nem sequer seguem o percurso de Seminário, e depois pessoas até de um país e de uma cultura diferente. Claro que a experiência de viver em Seminário Interdiocesano ensina-nos muito, porque experimentamos a verdadeira comunhão eclesial que comporta realidades diferentes, pois há um contacto não só com os seminaristas de outras dioceses a tempo inteiro, mas também com outros sacerdotes e até mesmo com os senhores Bispos. Por outro lado o facto de não estarmos na nossa Diocese não nos pode levar a esquecer a nossa realidade e as nossas raízes. E penso que desde o início é necessário incutir nos jovens que vêm para o Seminário, e que ingressam no Seminário Interdiocesano, o amor pela sua Igreja diocesana.

  1. Perante a diminuição de seminaristas, como conseguir “chamar” para o Seminário?

Penso que o chamamento para o Seminário passa pelo testemunho que possamos dar enquanto Igreja, de que Cristo continua a chamar. Isto pode concretizar-se em levar a presença do Seminário (por exemplo, através de ações da Pastoral Vocacional) a todas as pessoas, e, sobretudo, que as comunidades sintam que o Seminário também é delas e que se lembrem sempre que o Seminário continua aberto.  É certo que o “alvo” de uma Pastoral vocacional são os jovens, mas também todos devemos ter consciência de que devemos pedir ao Senhor da Messe que envie operários para a sua Messe.

  1. Olhando para diante, para a missão que se abre e te espera, que perspectivas acalentas?

A perspetivas levam-me a crer que devo sempre confiar no Senhor. Que me devo consciencializar que eu sou apenas um mero instrumento nas mãos de Deus e que tenho de ser dócil à sua Palavra. O que me reconforta é que o Senhor nunca nos abandona, mesmo nas horas mais escuras e situações mais difíceis. Embora, hoje tudo nos pareca mais difícil devido a tantos fatores (sobretudo a diminuição de pessoas nas Paróquias), devemos confiar sempre na providência de Deus.

in Voz de Lamego, ano 85/50, n.º 4337, 10 de novembro

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: