Início > , Igreja, Jesus Cristo, Jovens, Mensagem, Testemunho, Vida > Discípulos Missionários nas periferias do Rio de Janeiro

Discípulos Missionários nas periferias do Rio de Janeiro

IMG_0376

Arriscar partir…

“Ficar sem férias de verão? Porquê?”

Estas eram algumas das perguntas que a minha família e amigos iam fazendo quando lhes comunicava que durante o mês de Agosto iria partir em missão, mas desta vez não seria em Portugal…

Depois de ter participado em várias Semanas Missionárias de norte a sul no nosso país senti que estava na hora de partir mais além. Não sabia para onde ia ser enviado nem quem seriam as pessoas que me acompanhariam! Não me sentia 100% preparado, mas tinha a consciência que esse dia também nunca chegaria! Animava-me a certeza de que Aquele que me chamava certamente me capacitaria…

Passados dois meses chegou a informação: a PONTE 2015 realizar-se-á em Queimados, no Brasil! Não vou negar que a primeira pergunta que surgiu na minha cabeça foi “afinal o que é que eu vou para ali fazer?”

Mas a questão estava mal formulada!

Pouco a pouco, graças aos vários encontros de preparação, a pergunta foi-se aprimorando: “afinal quem é que vamos para ali amar?”

Mais do que uma missão pessoal era uma missão de grupo, uma missão dos 8 jovens provenientes desde as encostas do Douro até às praias do Algarve, uma missão que levaria consigo todo o movimento dos JSF, a ONGD Solsef, a nossa comunidade e cada pessoa que nos apoiasse com as suas orações, donativos, etc.

Chegou o dia…

… 1 de Agosto! Antes de entrarmos no avião, o facto de todos termos vestidas as t-shirts onde estava estampado o nosso logotipo chamou à atenção dos outros passageiros! Entretanto um casal brasileiro iniciou um pequeno diálogo connosco:

-“Oi, então vocês vão de férias para o Rio?”

E aproveitamos o momento para explicar:

-“Não, não… Somos um grupo de missionários! Vamos para Queimados fazer voluntariado (…)”

-“Mas ninguém vai para Queimados!!!”

Naquele momento confirmaram-se algumas das imagens que nos tinham apresentado daquela periferia na Baixada Fluminense. De facto, depois de a Policia Pacificadora ter ocupado as favelas no Rio de Janeiro, muitos traficantes refugiaram-se nas cidades à volta, fazendo aumentar nelas as situações de violência, tráfico de droga, assaltos, assassinatos…

Fomos para servir…

… na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição. Esta porção do Povo de Deus está confiada aos Missionários do Espirito Santo há muitos anos, sendo que os 3 párocos são portugueses. É uma terra com muitas “feridas abertas”, com casas e casas de tijolo, postes de eletricidade atulhados de fios, rios poluídos e muito trânsito… mas nós não fomos por causa disso: fomos por causa das pessoas.

Mal colocamos os pés naquele chão assumimos que estávamos ali por causa delas. Não éramos nenhuns “super-heróis” da engenharia civil… éramos corações à procura de outros corações!

A alegria…

…reinou durante todo o mês. Muitos abraços, sorrisos, gestos de carinho que nos enchiam de força para em cada dia “nos darmos” totalmente naquilo que estivéssemos a fazer.

Percorremos as ruas e fomos porta a porta à procura dos mais abandonados e doentes. Refletimos nas diversas comunidades sobre a importância da família na vida pessoal, social e cristã. Estivemos com crianças e adolescentes retirados do mundo da droga. Proporcionamos Atividades de Tempos Livres, Reforço Escolar, Rastreios de Saúde. Fomos às escolas e demos aulas para mais de 1500 alunos, procurando sensibiliza-los para temas como “Identidade, Afetividade e Sexualidade”, “Violência e Drogas”, “Cultura e Preconceito”, Educação para a Cidadania”.

Encontramos Deus…

…em cada uma dessas atividades e nos diversos momentos de oração. Nas catequeses, nos encontros com o Grupo Força Jovem, nas diversas celebrações a fé era vivida intensamente e nós eramos envolvidos naquele ambiente de festa e partilha que era tão natural e ao mesmo tempo tão edificante!

Encontramos tanta gente boa que com o seu testemunho nos permitiu fortalecer a fé, alargar horizontes e ficar de coração cheio! Como nos dizia D. Luciano Bergamin, bispo de Nova Iguaçu: “o Rio sacia os olhos, a baixada sacia a alma!”.

Voltamos…

…com a certeza de que estivemos no lugar certo! Deixamos lá uma pequena semente, deixamos lá um pouco de nós e regressamos com a vontade de fazer mais e melhor onde quer que estejamos! Todos somos “Discípulos Missionários caminhando na Alegria”, não é só para nós, também é para ti…

“Tu és capaz de mudar o mundo

Com o teu amor!

Se queres fazer a missão lá fora

Começa a fazê-la perto em teu redor!”

Luís Rafael Azevedo

JSF Vila da Ponte e Seminarista do 6.º Ano, in Voz de Lamego, ano 85/46, n.º 4333, 13 de outubro

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: