Arquivo

Archive for 06/09/2015

2.ª RECOLHA NACIONAL DE MATERIAL ESCOLAR

af_cartaz_A2.tif.pdf

É CAPAZ DE LHES DIZER QUE NÃO?

A Cáritas Diocesana de Lamego irá, pelo segundo ano consecutivo, associar-se à Associação KaringanaWaKaringana, na recolha de material escolar, no fim-de-semana de 5 e 6 de Setembro.

A campanha decorrerá na Loja Continente/Modelo de Lamego com o imprescindível apoio do C.N.E. 140 (Lamego) a quem, desde já, agradecemos a disponibilidade para, em dias tão preenchidos com as festas da cidade, colaborarem connosco.

O material angariado será, depois, canalizado para famílias carenciadas, com crianças em idade escolar, que residam nas 223 paróquias da Diocese de Lamego. Para tal deverão os seus Párocos e/ou Grupos da Caridade Paroquiaiscontactar a Cáritas Diocesana,através do telemóvel 91 407 26 13, dotelefone 254 688 512, ou do emailcaritas@diocese-lamego.pt.

Uma vez mais não podemos deixar de agradecer, antecipadamente,a cada pessoa/família que coloque em prática o gesto de partilhaque agora propomos, demonstrando que “é (sempre)capaz de lhes dizer que sim”.

A Direção da Cáritas Diocesana, in Voz de Lamego, ano 85/40, n.º 4327, 1 de setembro

Taizé, um irresistível apelo! | Jovens de Lamego em Taizé

Taizé

Taizé é um lugar de paz, de tranquilidade e silêncio, a convidar à meditação e oração interior. Situa-se na belíssima região de Borgonha, pertencente ao departamento de Saône-et-Loire, em França, tendo-se tornado um importante destino de peregrinação cristã e um baluarte de fé, com principal incidência nos ramos católicos e protestantes da Cristandade, graças ao empenhado esforço do fundador da sua comunidade ecuménica, Roger Louis Schütz-Marsauche, ou Frère Roger, como é mundialmente conhecido. É um lugar ímpar e que acolhe pessoas, tradições e religiões de todo o globo, imbuídas de um espírito de harmonia e fraternidade universais.

Quando soube da organização da viagem, este ano a cargo da Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil,fiquei positivamente encantada, pois iria rodeada de muita gente jovem que, decerto, transformaria a longa viagem numa jornada interessante e dinâmica. A jovialidade e a alegria, aliadas ao genuíno testemunho de fé e esperança das gentes que demandam aquele lugar de culto, amenizam um pouco as agruras e a estafa que uma viagem destas faz sentir. De tanta gente, realço a presença de D. Manuel Clemente, nosso Cardeal Patriarca, facto que, por si, atesta a crescente importância daquele local de culto. Não consegui, porém, evitar sentir alguma desilusão pela fraca adesão das pessoas da nossa Diocese, representada apenas pelo grupo “Almacave Jovem”, por três jovens do concelho de Tarouca, outro de Castro Daire é uma jovem de Cinfães, cuja vivacidade, aliada à sua disponibilidade na entreajuda e empenho na prática da fé cristã não poderia deixar de destacar o justo e merecido relevo.

Taizé não se conta. Sente-se com a alma, vive-se e, para isso, é necessário ir.

Pedro Falhas, in Voz de Lamego, ano 85/40, n.º 4327, 1 de setembro