Início > Ano Pastoral, Editorial, Mensagem, Nomeações, Opinião, Sacerdotes, Vida > GRATIDÃO E SERVIÇO | Editorial Voz de Lamego | 1 de setembro

GRATIDÃO E SERVIÇO | Editorial Voz de Lamego | 1 de setembro

editorial
A cidade de Lamego entrou nas festas dos Remédios. É um acontecimento marcante na vida da cidade, mas também da diocese e da região, extensível a outros lugares e com a presença marcante de migrantes, familiares, amigos, devotos.

A Voz de Lamego faz eco da Romaria de Portugal, a Romaria dos Remédios, com toda a sua envolvência, de festa popular à celebração da fé. Mas, e como habitual, a edição é enriquecida com variedade de reflexões, notícias, eventos, sugestões.

No Editorial, a escolha do Diretor, Pe, Joaquim Dionísio, vai para o acolhimento de novos párocos nas respetivas comunidades para as quais foram nomeados, pelo que se sublinha a gratidão a todos os que partem pelo serviço ao longo dos anos…

GRATIDÃO E SERVIÇO

Algumas das nossas comunidades paroquiais acolhem, durante o mês de Setembro, os seus novos párocos. E se a festa e a alegria marcam a chegada e o acolhimento, também não se esconde uma certa tristeza ao ver partir quem ali viveu o seu sacerdócio durante anos ou décadas. Merecida é a gratidão a quem serviu!

Entre aqueles que serão apresentados à comunidade estão os dois sacerdotes ordenados neste verão. Prepararam-se durante anos para este itinerário que começa, mas só a vivência da missão e a inserção na realidade para onde são enviados poderão consolidar, fazer crescer e frutificar a formação recebida. No início da caminhada, que desejamos plena e realizadora, é-lhes pedido que vivam diariamente o seu ministério com alegria e disponibilizem os dons recebidos àqueles a quem são enviados, acolhendo todos e congregando sem distinções.

Tal como escrito há 50 anos no Decreto Presbyterorum Ordinis, cuja leitura é sempre oportuna, “Os presbíteros, em virtude da sagrada ordenação e da missão que recebem das mãos dos bispos, são promovidos ao serviço de Cristo mestre, sacerdote e rei, de cujo ministério participam, mediante o qual a Igreja continuamente é edificada em Povo de Deus, corpo de Cristo e templo do Espírito Santo” (PO 1).

O sacerdote diocesano é um cooperador do bispo, chamado e ordenado pela Igreja para estar junto do Povo de Deus para servir, em nome de Alguém, assumindo uma missão exigente. Porque nem sempre é fácil a presença e a missão, discreta e contínua, junto das diferentes sensibilidades encontradas, tentando conciliar e ritmar em prol de um projecto comum edificado à luz do evangelho.

Mas, apesar das possíveis falhas ou limitações, as comunidades paroquiais sabem sempre reconhecer o esforço e a dedicação, o testemunho e a presença dos seus párocos.

in Voz de Lamego, ano 85/40, n.º 4327, 1 de setembro

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: