Início > Evangelho, Mensagem, Nossa Senhora, Opinião, Santuários > Olhar Maria para seguir Jesus Cristo

Olhar Maria para seguir Jesus Cristo

Tabuaço - Rui de Carvalho

A passagem desta mesma imagem peregrina pela nossa diocese, em 1950, foi motivo para a aparição de um livro que estará, ainda hoje, em muitas estantes paroquiais e particulares: “Roteiro de Glória”. Numa época onde as notícias não se espalhavam tão rápida e facilmente, as imagens eram escassas e os sons dificilmente gravados, a edição de tal livro registou e divulgou devidamente uma singular vivência eclesial e diocesana.

Passados 65 anos, a diocese de Lamego voltou a movimentar-se para acolher festivamente a Mãe. Sem a capacidade de bem e de tudo dizer e sem as condições para tudo registar e divulgar, o nosso jornal leva a todos algumas imagens e palavras que, para lá das evidentes limitações, ilustram a alegria de uma diocese que caminha ao colo da Mãe.

Ao longo de duas semanas foi conduzida pelos caminhos das nossas terras, num contacto próximo com realidades que nos formam, contemplada por olhares agradecidos ou suplicantes e sendo, certamente, ouvinte de tantas e tantas preces, ao mesmo tempo que todos testemunharam tantos e tantos gestos de ternura e gratidão.

Por essa diocese fora, percorrendo todas as paróquias de algumas zonas pastorais ou parando em locais mais centrais de outras, a passagem da imagem e de todos quantos a acompanharam diariamente foi, sem dúvida, mais um belo momento da nossa história. Os sinos que alertaram e chamaram, as flores que ornamentaram, as procissões que acompanharam, as velas que iluminaram, os cânticos que se entoaram, as orações que louvaram a Deus e pediram a intercessão de Maria, os grupos que se movimentaram, as associações e demais entidades que acompanharam… tudo nos fala de uma ternura filial que, estamos certos, não deixará de produzir frutos, quer de conversão em quem acolheu e rezou, quer na intercessão maternal de Nossa Senhora.

A imagem peregrina vai continuar a percorrer os recantos do nosso país, a ser notícia e momento de festa nas paróquias e a movimentar os fiéis. E todos vão tomando consciência de que foi quase há 100 anos (1917-2017) que três crianças, longe dos círculos de poder, pertencentes a uma classe social quase invisível, sem notoriedades públicas, habitando numa região pobre e cumprindo tarefas comuns, foram convidadas a divulgar uma mensagem simples e plena de oportunidade trazida pela Mãe. Muitos anos depois, contemplando tantas e tantas mudanças no mundo, a mensagem continua actual e Maria continua a contar connosco para levar a todos o convite para a conversão a Deus e ao próximo.

Por todo o lado por onde a imagem peregrina passa, nos espaços de culto onde visualizamos as imagens marianas, nos quadros ou pagelas que guardamos e transportamos, o Evangelho está sempre presente, porque nos lábios de Maria continua audível e permanente o apelo: “Fazei tudo o que Ele vos disser!”. Acreditamos que tais palavras ecoaram em todos quantos a acolheram na sua passagem e a acolhem na veneração que continuamente lhe dedicam. A grande missão de Maria é mostrar-nos Jesus, o nosso Salvador. E foi a Ele que não cessou de mostra-nos quando por aqui passou; é para Ele que continua a apontar sempre que para ela olhamos.

JD, in Voz de Lamego, ano 85/38, n.º 4325, 18 de agosto

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: