Início > Uncategorized > Nota Pastoral de D. António sobre a Visita da Virgem Peregrina

Nota Pastoral de D. António sobre a Visita da Virgem Peregrina

NSF_Lamego

NOTA PASTORAL SOBRE A VISITA DA VIRGEM PEREGRINA

À DIOCESE DE LAMEGO

  1. A Virgem Peregrina de Fátima vai percorrer, entre os dias 26 de julho e 09 de agosto, os nossos caminhos pedregosos, até chegar à porta do coração destes seus filhos amados que habitam sobre o chão e sob o céu da nossa Diocese de Lamego. Muitas vezes somos nós que demandamos Fátima, procurando acolhimento e remédio no seu coração maternal. Agora é ela, nossa Mãe e Senhora, que vem carinhosamente visitar-nos a nossa casa. Recebamo-la, pois, amados irmãos e irmãs, com amor intenso, e com todas as nossas portas abertas.

  1. A Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa sobre a Visita da Virgem Peregrina às Dioceses de Portugal, de 15 de abril passado, recomendava vivamente que se fizesse desta Visita uma grande porta aberta para a Fé e para a Evangelização, e lembrava particularmente a participação na Eucaristia, a celebração dos Sacramentos da Reconciliação e da Unção dos Doentes, a adoração ao Santíssimo Sacramento, a oração do rosário em família.

  1. Maria canta a música de Deus, e no seu íntimo guarda sempre as Palavras ardentes que lhe chegam de Deus, dos anjos, dos pastores, compondo-as (symbállousa) no seu coração maternal (Lucas 2,19; Bento XVI, Verbum Domini, nº 27). Maria não é, portanto, uma simples ouvinte da Palavra; ela é uma extraordinária compositora, sempre encantada, sempre ocupada na busca intensa de novos acordes para dizer o inefável.

  1. E é assim que ela vem, silenciosa e sorridente, ao nosso encontro, amados irmãos e irmãs: silenciosa, porque não pode perder a alta frequência que a faz caminhar em sintonia com os passos de Deus; sorridente, porque vem ao encontro dos seus filhos queridos. Talvez venha mesmo trauteando a melodia do Magnificat, e talvez nos envolva mesmo nessa enleante litania de amor. Esta é, irmãos e irmãs, a «via mariana» da simplicidade e da ternura e da proximidade de uma Igreja bela e evangelizadora, «em saída», como quer e pede o nosso Papa Francisco, que caminha apressadamente sobre os montes com o Evangelho no coração e nos lábios (Lucas 1,39), como o mensageiro de notícias felizes de Isaías 52,7.

  1. Recebamos, pois, amados irmãos e irmãs, a Virgem Peregrina, não apenas com simpatia e fidalguia, mas com o coração em festa e comovido, movido pelos mesmos fios da Palavra de Deus que Maria, com tanto amor, tecia e entretecia. Filha da Palavra, torna-se Mãe da Palavra. Um grande SIM a habita, uma grande Alegria irradia, um grande Amor lhe enche a vida. A bússola da sua vida é o seu Filho Jesus. É Ele que Maria embala e ostenta. É para Ele que aponta sempre. Que seja Jesus também, amados irmãos e irmãs, a bússola da nossa vida, agora e sempre.

  1. E peçamos a Jesus também, pelas mãos maternais de Maria que agora nos visita, que faça e nos ajude a fazer da nossa Igreja de Lamego a Sua Igreja bela, habitada só por filhos e irmãos. Experimentemos, nestes dias de Visita da Virgem Peregrina, tecer laços de maior filialiadade e fraternidade.

  1. Embala-nos nos teus braços, Mãe, e sorri para nós com o teu sorriso maternal. Enche-nos de graça.

Lamego, 19 de julho de 2015

+ António, vosso bispo e irmão

Categorias:Uncategorized
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: