Arquivo

Archive for 25/06/2015

Pe. António Vieira na Igreja Catedral de Lamego

PhotoGrid_1434896598682

SI VIS, POTES

Si vis, potes (Se quereis podeis).

Assim se iniciou, no passado dia 20 de junho, com mais de uma centena de assistentes, na Catedral de Lamego, a encenação do Sermão da Terceira Dominga Post Epiphaniam do Padre António Vieira. Todo o sermão reflete e faz-nos refletir sobre todas as relações existentes entre o querer e o poder.

A intemporalidade do tema foi o que motivou para esta leitura encenada, pontuada por momentos musicais ao vivo, luz e técnicas da oratória.

Esta ideia surge no âmbito da Rota das Catedrais no Norte de Portugal, havendo uma parceria entre a Direção Regional de Cultura do Norte e os Cabidos e Fábricas da Igreja.

A encenação deste projeto está ao cargo e interpretação de José Alonso. Toda a dramaturgia segue o conceito existente na oratória do barroco que aponta para uma maior eloquência e exuberância da palavra dita, muito diferente da formalidade discursiva renascentista.

É bom que muitas outras atividades deste género possam surgir, de forma a que possa haver e se possa valorizar a nossa História, os nossos espaços e as nossas gentes. Mais que um momento recreativo, esta encenação foi um momento de profunda meditação. Bem-haja a todos quantos estiveram e estão envolvidos na propagação de tais atividades.

Termino com um texto do Sermão da Terceira Dominga Post Epiphaniam, “Se buscamos com verdadeira consideração a causa de todas as ruínas e males do mundo, acharemos, que não só a principal, senão a total e única, é não acabarem os homens de concordar o seu querer com o seu poder: si vis potes. A raiz deste veneno mortal, nascida não só na terra, senão também no Céu, é a inclinação natural com que toda a criatura, dotada de vontade livre, não só apetece sempre ser mais do que é, senão também querer mais do que pode”, pregado na Sé de Lisboa na data provável de 1662.

Diác. Fabrício Pinheiro, in Voz de Lamego, n.º 4319, ano 85/32, de 23 de junho de 2015

SEMINÁRIO MENOR DE RESENDE | Exame de Admissão

exame de admissão 002

Nos passados dias 19 e 20 de junho, o Seminário de Nossa Senhora de Lourdes-Resende, acolheu um grupo de 8 rapazes que, no próximo ano têm o desejo de entrar no Seminário.

O encontro iniciou-se às 17h00 do dia 19 e terminou às 15h00 do dia 20. Foram pontuais, pois às 17h00 começaram as atividades que dizem respeito às atividades que fazem parte do exame. Quando se fala em exame, fala-se de diálogo pessoal e individual com a Equipa Formadora para que esta melhor entenda a intenção de cada um ao entrar para o Seminário.

Estes jovens têm o desejo de melhor perceber a voz de Deus e qual o significado deste chamamento. O Seminário, sem dúvida que os ajudará a discernir sobre o caminho a seguir.

Rezemos para que estes jovens se mantenham sempre fiéis à voz de Deus e que pelo exemplo de cada um deles, muitos outros tenham a capacidade de dizer: Sim.

Ilídio Ferreira, SMR, in Voz de Lamego, n.º 4319, ano 85/32, de 23 de junho de 2015