Arquivo

Archive for 16/04/2015

Almacave: Jovens e crismandos em Retiro no Seminário de Resende

jovens-almacave-retiro

Realizou-se no Seminário de Resende, nos dias 10 a 12 de abril, o Retiro Anual 2015 do grupo Almacave Jovem e do grupo de Crismandos da Paróquia de Santa Maria Maior de Almacave. Este retiro tinha como objetivo, como vem acontecendo há 9 anos, não só revigorar a Fé dos Jovens, como também integrar no grupo Almacave Jovem os que vão receber o Sacramento da Confirmação no dia 31 de Maio.

 O Retiro foi iniciado por um jantar de convívio seguido das apresentações dos diversos jovens de modo a criar, desde logo, uma certa ligação e empatia entre os mesmos. Estes momentos foram o início da gestação do espirito de amizade e de interajuda entre todos, que mais tarde se veio a confirmar pelos próprios. Assim, começava uma intensa caminhada de tês dias, para os cinco grupos em que foram divididos os 74 jovens participantes.

O retiro teve como tema de fundo a expressão bíblica que nos reporta ao encontro de Jesus Ressuscitado com Tomé, “ Felizes os que acreditam sem terem visto” e que esteve presente durante esses dias através de palestras e de diversas atividades planeadas pelo grupo de Jovens. Foi uma surpresa a descoberta de que, como pelos cinco sentidos, podemos criar relações de intimidade e de oração com Jesus. No sábado à noite, tivemos um longo tempo de Oração de Taizé com a adoração da Cruz. Foi um momento muito forte de intensa reflexão e de silêncio a que não estávamos habituados. No domingo, animamos liturgicamente e participámos na Eucaristia da Comunidade Paroquial de Resende, à qual se seguiu um almoço bem fraterno que juntou o Grupo de Jovens, os Crismandos, alguns pais e familiares.

No final do retiro, e já na sala onde tínhamos as reflexões em conjunto, foram muitos os testemunhos que surgiram dos jovens participantes e também dos pais que ali estavam presentes. Todos foram unânimes ao assegurar que durante a nossa estadia no Seminário Nossa Senhora de Lourdes foram vivenciadas fortes emoções que passaram por um crescimento na fé, conseguido através de vários momentos de oração e de reflexão individual e ainda o fortalecimento dos laços afetivos.

  Todos estes momentos vividos marcaram de forma muito positiva todos os jovens com vontade de assumir o “ser cristão” sem quaisquer preconceitos, como também, o encontrar o nosso Deus que está presente em cada um de nós.

Aqui deixamos uma mensagem comum: na amizade criada, na oração e nas reflexões havias, todas as expectativas foram excedidas. Vale a pena refugiarmo-nos durante um fim-de-semana para nos encontrarmos com Deus, com os outros e connosco próprios. O nosso obrigado a todos os que nos permitiram viver desta forma estes dias.

André CorucheAna Alexandra Ribeiro – Crismandos da Paróquia de Almacave.

in Voz de Lamego, n.º 4309, ano 85/22, de 14 de abril de 2015

OS/AS CONSAGRADOS/AS: GENTE DA PALAVRA DE DEUS

consagrados

Encontro e Formação

No Sábado passado, dia 11 de Abril, os consagrados das várias Comunidades desta Diocese reuniram-se, na Casa de São José, em formação com o nosso Bispo D. António Couto. A formação radicou-se na Palavra de Deus, de onde transparece a identidade e missão dos consagrados no mundo.

O Senhor Bispo começou por dizer que os consagrados são gente da Palavra de Deus, dedicados à Palavra de Deus e não às coisas. “Quando nos agarramos às coisas, são elas que nos comandam e não Deus. (…) Nossa Senhora, na oração do Magnificat, nunca se refere ao que ela fez, mas ao que Deus fez – O Senhor fez em mim grandes coisas. A maior heresia do século XX é o ativismo (Pio XII), o fazer, fazer, fazer e não se deixa Deus fazer através de nós. Os santos nunca fazem nada: deixam Deus fazer. Nunca nos devemos antecipar a Deus. O consagrado é alguém que vive no modo passivo, no modo receptivo: deixa Deus fazer nele.”

Citando Bento XVI, o Senhor Bispo disse: “A vida consagrada resplandece em toda a história da Igreja pela sua capacidade de assumir explicitamente o dever do anúncio e da pregação da Palavra de Deus na missão ad gentes e nas situações mais difíceis, mostrando-se disponível também para as novas condições de evangelização, empreendendo com coragem e audácia novos percursos e novos desafios para o anúncio eficaz da Palavra de Deus.” (Exortação Apostólica Verbum Domini, nº 94).

De seguida, concluindo o encontro, a equipa diocesana da CIRP, em articulação com a Comissão Diocesana Vocações e Ministérios, prestou informações e esclarecimentos vários, em especial no que se refere à preparação das atividades da próxima Semana de Oração pelas Vocações e para a continuação da vivência do Ano da Vida Consagrada na Diocese e nas Paróquias.

Pela equipa da CIRP diocesana, Irmã Teresa Maria de Frias, Serva de Nossa Senhora de Fátima

in Voz de Lamego, n.º 4309, ano 85/22, de 14 de abril de 2015