Arquivo

Archive for 20/11/2014

Reitor do Seminário Maior sobre a vivência da Semana dos Seminários

seminario-Missa (1280x719)SEMANA DOS SEMINÁRIOS: Servidores da alegria do Evangelho

De 9 a 16 deste mês, por todo país, se olhou para as casas de formação dos futuros sacerdotes da Igreja. E a nossa diocese de Lamego também o fez com alegria, gratidão, generosidade e com muita oração. Vivemos, nesses dias, a Semana dos Seminários.

Pagelas, cartazes e envelopes haviam sido distribuídos pelas nossas comunidades cristãs, para facultar imagens e palavras que facilitassem a oração e motivassem a uma comunhão e proximidade com estas realidades diocesanas. E foi isso que aconteceu, com a participação activa e sempre presente dos nossos párocos. Que a bênção do Senhor a todos, fiéis e párocos, recompense pelo bem que fazem em prol dos nossos Seminários. Não apenas nesta semana, mas ao longo de todo o ano.

Tempo de gratidão

Ao longo do ano, são diversas as vezes em que o nosso bispo vem ao Seminário Maior. Mas a vinda durante esta semana é diferente, já que em D. António Couto visualizamos toda uma diocese que se ocupa e preocupa com a caminhada dos nossos seminaristas e com a missão dos formadores que os acompanham. E é sempre motivador, para quem avança na formação, ter perto o Pastor que, ao longo dos anos, vai ordenar e enviar em missão os que agora encontra em formação.

Mas esta vinda é também oportunidade para celebrar a gratidão, não apenas ao Senhor que dá a vida, mas também perante a memória de todos quantos estiveram ligados aos nossos Seminários: benfeitores, funcionários, seminaristas, professores, formadores e bispos. E foi assim que aconteceu, mais uma vez, na Eucaristia de sexta-feira, dia 14, com a presença de diversos sacerdotes, de religiosas, do Presidente da Asel e de alguns familiares. No decorrer da celebração, o nosso seminarista João Nogueira, do I Ano e natural de Freigil, Resende, recebeu a sua alva (túnica), para marcar o início da sua caminhada.

Na refeição fraterna que se seguiu não faltaram as castanhas.

Tempo de oração

As pagelas distribuídas continham imagens com os nossos seminaristas, de Resende e Lamego, mas também tinha a oração, a nível nacional, para estes dias. Sabemos que nas paróquias, em família, individualmente ou em grupo, se rezou diariamente esta oração. Bem hajam.

Ao princípio da noite de sábado, dia 15, um numeroso grupo encheu a espaçosa igreja paroquial da paróquia de Santíssimo Salvador de Penajóia, no arciprestado de Lamego. Uma escolha que fica a dever-se ao facto de um dos candidatos à ordenação diaconal ser natural daquela terra.

A Vigília de Oração, vivida em ambiente sereno e presidida por Mons. Joaquim Dias Rebelo, nosso Vigário Geral, proporcionou a escuta da Palavra de Deus, de algumas passagens da Exortação do papa Francisco, do testemunho do Fabrício e do Valentim, mas também de cânticos apropriados e bem interpretados pelo grupo coral de Penajóia. A bênção do Santíssimo sacramento encerrou a celebração.

Em seguida, o pároco, Padre José Fernando, convidou todos para a sua residência paroquial, onde umas mesas repletas de coisas boas esperavam os participantes, contribuindo para o convívio entre todos. Para lá das gentes de Penajóia, também um numeroso grupo vindo de Ferreiros, terra natural do Valentim, alguns jovens de Penude e vários sacerdotes.

Aqui fica uma palavra de agradecimento à paróquia de Penajóia que, animada e guiada pelo Padre José Fernando, nos acolheu, connosco rezou e com todos foi generosa.

O Reitor, Pe. Joaquim Dionísio

in VOZ DE LAMEGO,  n.º 4289, ano 84/51, de 18 de novembro de 2014.