Início > Entrevistas > Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

In Voz de Lamego, 2014.01.14

“Estará Cristo dividido?”

Desde há muitos anos que os cristãos são convidados a rezar pela sua unidade. No calendário litúrgico fixaram-se os dias: de 18 a 25 de janeiro, dia em que celebramos a Festa da Conversão de S. Paulo. Neste ano de 2014, a semana tem por tema uma citação da primeira carta de S. Paulo aos cristãos de Corinto: “Estará Cristo dividido?” (1Cor. 1, 13).

A este propósito, o nosso jornal procurou o responsável diocesano pelo diálogo ecuménico e inter-religioso, Padre André Filipe Mendes Pereira, e leva aos nossos leitores as suas respostas.

1 – De forma simples, de que falamos quando abordamos o tema do ecumenismo e do diálogo inter – religioso?

Quando falamos de Ecumenismo estamos a falar de um conjunto de iniciativas e actividades tendentes a favorecer o regresso à unidade dos cristãos, quebrada no passado por diversos cismas e rupturas. Fazem parte deste Movimento as Igrejas Cristãs Católica, Anglicana, Protestante e Ortodoxa. Quando falamos de Diálogo Inter-religioso, falamos de iniciativas e actividades de encontro e de diálogo com as religiões não-cristãs, como o Induismo, o Budismo, o Islamismo e o Judaísmo, com especial atenção para estes últimos.

2 – Na nossa Diocese vivem comunidades cristãs que não pertencem à Igreja católica. Pode dizer-nos quem são e onde as podemos encontrar?

Na realidade temos conhecimento de algumas comunidades que vivem na nossa Diocese e que não pertencem à Igreja Católica. As que conhecemos pertencem às comunidades eclesiais Baptistas, um ramo da Igreja Protestante, e estão presentes no concelho de Moimenta da Beira. Pensamos que a mais activa é a que está presente em Leomil, embora com um número bastante reduzido de seguidores, tendo em conta a realidade social e religiosa da Diocese de Lamego.

3 – Que iniciativas estão previstas, na nossa Diocese, para esta semana?

Para já, por iniciativa deste serviço,  não estão previstas quaisquer actividades na nossa Diocese. Contudo, há sempre as propostas de oração para que cada comunidade lembre e reze por esta intenção.

A nível nacional, iremos viver um momento de encontro e de caminho para a Unidade: a assinatura conjunta da Declaração de reconhecimento do Batismo pelos representantes da Igreja Católica, Lusitana, Presbiteriana, Metodista e Ortodoxa em Portugal, que irá acontecer no próximo dia 25, em Lisboa. Este é um passo muito importante para o encontro da unidade entre todas as Igrejas reafirmando um Batismo que nos une a todos como discípulos de Cristo para assim darmos um testemunho mais credível ao longo do nosso peregrinar.

4 – Qual o tema abordado que podemos encontrar na mensagem/guião deste ano?

O tema proposto para a vivência desta semana é “Estará Cristo dividido?” (1Cor 1,13), fazendo eco da que é para nós a verdade única: Jesus como  fonte e razão de unidade entre todos os Batizados.

Da mensagem apresentada podemos tirar, no essencial, a resposta, negativa, à questão apresentada: “Estará Cristo dividido?”:  NÃO!

É no valorizar os dons de outros, no seio da diversidade própria de cada pessoa, que devemos envolvermo-nos neste caminho de unidade, sem provocar o isolamento, o “grupismo” comunitário. Cada cristão é interpelado a procurar caminhos de harmonia e de unidade entre todos, não procurando agir de modo igual, mas sempre respeitando a diversidade inerente a cada pessoa. “Enraizados em Cristo [através do Batismo], somos chamados a dar graças pelos dons de Deus que outros, fora do nosso grupo, trazem para a missão comum da Igreja. Honrar os dons dos outros aproxima-nos na fé e na missão e conduz-nos a essa unidade, pela qual rezou Cristo, no respeito por uma autêntica diversidade de adoração e de vida” (7).

5 – Recentemente, no nosso Seminário Maior, vivemos o “Fórum Ecuménico Jovem”, um acontecimento nacional. Na perspetiva de responsável Diocesano, que balanço se pode fazer?

Na minha perspectiva, pode-se fazer um balanço positivo, na medida em que os jovens que participaram puderam ter uma experiência real daquilo que é a Igreja Cristã presente em Portugal, experimentando a dinâmica que envolve o Movimento Ecuménico.

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: