Arquivo

Archive for 16/01/2014

Um Novo Seminário

Foto de conjunto O Seminário é composto por 19 seminaristas, 4 de Bragança-Miranda; 3 da Guarda; 8 de Lamego e 4 de Viseu. Compõem a Equipa Formadora 4 sacerIn Voz de Lamego, 2014.01.14

No mês de Outubro de 2013 abriu um novo Seminário em Portugal: trata-se do Seminário Interdiocesano de São José, com sede em Braga. É constituído por seminaristas das Dioceses de Bragança-Miranda, Guarda, Lamego e Viseu e por uma equipa de quatro sacerdotes. Os seminaristas frequentam as aulas na Faculdade de Teologia de Braga, da Universidade Católica Portuguesa.

Desde há vários anos, os seminaristas das quatro Dioceses frequentavam o Instituto Superior de Teologia de Viseu, com sede no seu Seminário Maior (estará sempre por cumprir o dever de gratidão ao excelente corpo docente deste Instituto e sobretudo à Diocese de Viseu). Por várias razões, no entanto, o Instituto teve de encerrar. Mas com isso não acabou, porque nunca pode acabar, a comunhão entre as Igrejas. E desse esforço de comunhão e da vontade de continuar juntos a procurar o melhor para a formação dos futuros sacerdotes, nasceu este novo projecto comum. Um seminário interdiocesano é uma realidade nova em Portugal. Também por isso é um grande desafio, em primeiro lugar para quem mais directamente nele está envolvido, mas também para os presbitérios e para todos os diocesanos, pois a causa das vocações sacerdotais é responsabilidade de todos os cristãos.

Ler mais…

Categorias:Notícias Etiquetas:, ,

Santa Casa da Misericórdia de Lamego: novos corpos gerentes

No passado sábado, às 15h, na sede da SCML, decorreu a tomada de posse dos novos Órgãos directivos desta instituição lamecense. Recorde-se que as eleições haviam sido feitas no início de dezembro último, com uma única lista a apresentar-se ao sufrágio. Para lá da assinatura de tomada de posse dos eleitos para os próximos três anos, a cerimónia serviu também para que o anterior Provedor, Dr. Manuel Teixeira, expressasse o seu agradecimento pela confiança nele depositada ao longo dos últimos seis anos, ao mesmo tempo que louvou e agradeceu o empenhamento de todos os colaboradores. Emocionado, mas tranquilo perante o percurso e obra realizados, saudou os novos responsáveis, assegurando-lhes total disponibilidade para possível colaboração.

O novo Provedor, Dr. Marques Luís, tomou a palavra para expressar a sua vontade em servir esta instituição que conta quase cinco séculos de vida, comprometendo-se a tudo fazer para que as Obras de Misericórdia, verdadeira carta operática da SCML, se cumprissem em todos os serviços e em todas as Valências da instituição.

Ler mais…

Património religioso

In Voz de Lamego, 2014.01.14

Tal como anunciado, o Departamento para os Bens Culturais, Patrimoniais e Arte Sacra da nossa diocese, dia 20 deste mês, com início marcado para as 15h30, uma acção de formação sobre «Os cuidados a ter com a salvaguarda do património religioso». A iniciativa, a realizar no Museu Diocesano de Lamego, é orientada por Maria de Fátima Eusébio, coordenadora do Departamento para os Bens Culturais da Diocese de Viseu.

O património religioso é um dos tesouros “mais importantes” que os antepassados, “movidos por amor a Deus e às almas”, legaram, nesse sentido, “torna-se necessário promover acções de formação que ajudem a redescobrir o valor, a beleza e o cuidado que merece o património religioso”.

Esta acção de formação dirige-se de aos sacerdotes, mas também aos membros dos Conselhos Económicos e Pastorais Paroquiais, bem como a todos aqueles que lidam, com o desafio de conservar, restaurar e promover o património religioso.

Na mesma ocasião, será apresentado o catálogo da exposição, patente no Museu diocesano, sob o tema «Igreja de Lamego, a dimensão da fé», pelo padre Joaquim Correia Duarte, recentemente publicou a História da Igreja de Lamego.

A tarde será encerrada com a celebração da Eucaristia, às 18h30, na Sé, louvando também a intercessão, o exemplo e o testemunho do Mártir S. Sebastião, Padroeiro principal da diocese.

Jornada do Refugiado e do Migrante

In Voz de Lamego, 2014.01.14

No próximo dia 19, a Igreja assinala e vive  a Jornada Mundial do Migrante e do Refugiado. A esse propósito, o Vaticano divulgou um texto onde de fala da necessidade uma mudança de “atitude” em relação aos migrantes e refugiados, alertando para os “tráficos de exploração, de dor e de morte” de que estas populações são alvo. “Os migrantes e refugiados não são peões no tabuleiro de xadrez da humanidade. Trata-se de crianças, mulheres e homens que deixam ou são forçados a abandonar suas casas por vários motivos”, escreve Francisco numa mensagem intitulada ‘Migrantes e refugiados: rumo a um mundo melhor’.

Segundo o Papa, é necessário passar de “uma atitude de defesa e de medo, de desinteresse ou de marginalização – que, no final, corresponde precisamente à ‘cultura do descartável’ – para uma atitude que tem por base a ‘cultura do encontro’, a única capaz de construir um mundo mais justo e fraterno”. “Os meios de comunicação também são chamados a entrar nesta ‘conversão de atitudes’ e a incentivar esta mudança de comportamento em relação aos imigrantes e refugiados”, acrescenta. O Papa mostra a sua preocupação com a migração forçada e com as “várias modalidades de tráfico humano e de escravidão”. “O ‘trabalho escravo’ é hoje uma moeda corrente”, alerta.

Ler mais…

Categorias:Opinião Etiquetas:, ,

Formação de catequistas: encontro inter-paroquial

In Voz de Lamego, 2014.01.14

No passado dia 4 de janeiro realizou-se, em Lalim, um Encontro de Formação de Catequistas das paróquias de Lazarim, Lalim e Cepões.

Temas como “O que é a catequese?” Quem é o catequista?” Como se dá catequese?” foram abordados com mestria pelo Padre José Manuel Melo, pela Drª Isolina Guerra e pela Drª Maria Natália Silva, da equipa arciprestal de animação da catequese (Lamego).

A catequese, “amadurecimento da fé inicial e educação do verdadeiro discípulo de Jesus,” não se pode limitar à aprendizagem do catecismo, mas deve partir da nossa própria experiência de vida cristã, e do compromisso que temos com a comunidade.

Na verdade, quanto mais felizes formos a fazer catequese, mais seremos testemunha do Senhor Jesus , e mais as nossas crianças crescerão na fé. Ser catequista é ser palavra viva da Mensagem e seguir Jesus mais de perto para O dar a conhecer.

Foi também com jubilosa esperança que ficamos a compreender melhor o itinerário catequético e, ao mesmo tempo, motivadas para a utilização das novas tecnologias na catequese, e alertadas através de diapositivos projetados para não corrermos o risco de apresentarmos um cristianismo incompatível com as legítimas exigências do jovem de hoje, principalmente no que concerne ao conhecimento.

Encerramos o encontro rezando em conjunto e fizemos uma despedida alegre em volta de um saboroso almoço oferecido pelo nosso pároco, Rev.9 Padre Agostinho Ramalho .

A todos os que nos ajudaram a saber transmitir melhor a necessidade de acolher Jesus no coração e ser mais de Cristo, da Igreja e dos irmãos, a nossa gratidão.

Fátima Pestana

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

In Voz de Lamego, 2014.01.14

“Estará Cristo dividido?”

Desde há muitos anos que os cristãos são convidados a rezar pela sua unidade. No calendário litúrgico fixaram-se os dias: de 18 a 25 de janeiro, dia em que celebramos a Festa da Conversão de S. Paulo. Neste ano de 2014, a semana tem por tema uma citação da primeira carta de S. Paulo aos cristãos de Corinto: “Estará Cristo dividido?” (1Cor. 1, 13).

A este propósito, o nosso jornal procurou o responsável diocesano pelo diálogo ecuménico e inter-religioso, Padre André Filipe Mendes Pereira, e leva aos nossos leitores as suas respostas.

Ler mais…

Conselhos Pastorais

In Voz de Lamego, 2014.01.14

A Igreja não existe para si mesma, para realizar um projecto por si elaborado. A sua missão primeira é ser “sacramento de Cristo” no mundo e, por isso, sinal e servidora do desejo de amor de Deus pelos homens. A noção de Igreja-sacramento representa um dos eixos maiores do ensinamento do II Concílio do Vaticano.

A Igreja toda, colectivamente e em cada um dos seus membros, é “sinal” do que Deus cumpre no mundo. Sacramento de Cristo, sinal e instrumento de salvação, a Igreja é-o através do seu ser e de toda a sua vida, em tudo o que faz aparecer a originalidade cristã: as instituições, mas também, e sobretudo, as pessoas. Só Cristo é fonte de salvação; a Igreja é apenas o “sacramento”.

Todos os baptizados são testemunhas e servidores do amor de Deus. Isto significa que todos os baptizados são chamados a ser e a tornarem-se sempre mais “testemunhas e servidores” do desejo de amor de Deus pelos homens. Todo o serviço eclesial é, à sua maneira, manifestação e revelação da presença de Deus no coração do mundo.

Ler mais…