Arquivo

Archive for 10/01/2014

D. António Couto: Evangelização implica dedicação

Image

In Agência Ecclesia

O presidente da Comissão Episcopal da Missão e Nova Evangelização, D. António Couto, defende que a evangelização implica “movimento, comunicação e dedicação” e que sem isso a Igreja “perde credibilidade”.

“Evangelho significa então evangelização, e evangelização implica movimento e comunicação, e requer tempo, dedicação, formação, inteligência, entranhas, mãos e coração”, alerta o bispo de Lamego, num artigo de opinião divulgado pela Missão Press, que reúne as publicações missionárias do país.

O prelado acrescenta que “se não sair ao encontro dos outros, sobretudo dos pobres, se não se lembrar dos pobres, se não os tiver sempre presentes e não nutrir por eles um carinho particular, a Igreja perde credibilidade e o seu critério-chave de autenticidade e de autoridade”. 

D. António Couto refere-se à exortação apostólica ‘Evangelii Gaudium’ (A alegria do Evangelho), do Papa Francisco, como uma torrente de “óleo de alegria a inundar, lubrificar e tonificar todos os recantos de uma Igreja que se quer em vestido de festa, jubilosamente saindo de si mesma, das amarras do medo, do comodismo, da indiferença, do quietismo, de toda a rigidez autodefensiva, do telónio da administração seja do que for, é, na verdade, necessário e urgente passar da simples administração” para um estado permanente de missão”.

“É bom que a Igreja viva em permanente sintonia com as frequências do Sermão da Montanha, em que os primeiros destinatários da felicidade são os pobres de espírito (Mateus 5,3), que são os que não têm espaço político, económico, social, educacional, cultural, humano: aqueles que não têm espaço vital, que não têm espaço nenhum, com quem ninguém conta, nem contam para ninguém”, alerta.

O bispo de Lamego precisa que “a Igreja de Cristo é formada por discípulos missionários, e não por discípulos e missionários, como se missionário pudesse ser apenas um ornamento ou um acessório”.

 “Este é o tempo de sermos todos contemplativos de Deus e contemplativos do rosto dorido e belo dos nossos irmãos, contemplativos e transparentes, habitados pelo mistério de Cristo e dispensadores dos mistérios de Deus”, conclui D. António Couto. 

Categorias:Uncategorized

Retiro do Clero de Lamego

De 15 a 18 de Janeiro terá lugar, na Casa de Retiros de S. José, em Lamego, o retiro anual destinado aos Sacerdotes e Diáconos da Diocese de Lamego.

A orientar estes dias de espiritualidade estará o Sr. D. António Moiteiro, Bispo auxiliar da Arquidiocese de Braga.

O retiro terá início com o jantar do primeiro dia e terminará com o almoço no último dia.

O Directório para a Vida e Ministério dos Presbíteros, afirma que «os Retiros e Exercícios Espirituais são um instrumento idóneo e eficaz para uma adequada formação permanente do Clero. Conservam, ainda hoje, toda a sua necessidade e actualidade. Contra o costume que tende a esvaziar o homem de tudo o que é interioridade, o sacerdote deve encontrar Deus e a si próprio, fazendo uma pausa para mergulhar na meditação e na oração» (n. 103).

As inscrições podem ser feitas junto da Cúria Diocesana ou junto da Casa de Retiros de S. José, até ao dia 13 de Janeiro.

Categorias:Eventos

Sobre o estado de saúde do Sr. D. António Couto

A Diocese de Lamego informa que o Sr. D. António Couto, dentro do processo de restabelecimento da sua saúde, foi submetido a uma intervenção cirúrgica, que já estava programada, no passado dia 07 de Janeiro, que correu bem. O Sr. D. António tem agora, pela frente, um período de alguns dias de convalescença, de modo a, posteriormente, poder retomar normalmente as suas actividades pastorais.

A Diocese de Lamego deseja ao seu Prelado rápidas melhoras e manifesta a sua proximidade orante e afectiva ao seu Bispo.

Património religioso: Diocese de Lamego promove formação

O Património religioso é um dos tesouros mais importantes que os nossos antepassados, movidos por amor a Deus e às almas, nos legaram. Nesse sentido, torna-se necessário promover acções de formação que ajudem a redescobrir o valor, a beleza e o cuidado que merece o Património religioso.

É dentro destas circunstâncias que a Diocese de Lamego, através do seu Departamento para os Bens Culturais, Patrimoniais e Arte Sacra, promove, no próximo dia 20 de Janeiro, a realização de uma Conferência, a cargo da Doutora Maria de Fátima Eusébio, Coordenadora do Departamento para os Bens Culturais da Diocese de Viseu. Esta iniciativa terá lugar no Museu Diocesano de Lamego (Casa do Poço, em frente à Igreja Catedral), com início previsto para as 15h30.

Esta iniciativa dirige-se de modo especial aos sacerdotes, mas também aos membros dos Conselhos Económicos e Pastorais Paroquiais, bem como a todos aqueles que lidam, frequentemente, com o desafio de conservar, restaurar e promover o Património religioso na Diocese.

Na mesma ocasião, será apresentado o Catálogo da Exposição patente no Museu Diocesano, sob o tema Igreja de Lamego, a dimensão da fé. Esta exposição recolhe diversos objectos do Património religioso, pertencentes não só à Mitra e ao Cabido da Igreja Catedral, mas também a algumas Paróquias que, temporariamente, os cederam para a Exposição.

A apresentação deste catálogo estará a cargo do Rev. Doutor Joaquim Correia Duarte, insígne historiador, membro da Academia Portuguesa da História que, recentemente, publicou a História da Igreja de Lamego.

Nesse mesmo dia, por ocorrer a festa litúrgica de S. Sebastião, Padroeiro principal da Diocese de Lamego, terá lugar o Solene Pontifical, na Igreja Catedral, com início pelas 18h30.

Para mais informações, pode ser contactado o Rev. Sr. Pe. João Carlos Morgado, Pró-Vigário Geral, e Director doDepartamento para os Bens Culturais, Patrimoniais e Arte Sacra.