Arquivo

Archive for 13/02/2013

D. António Couto renova os organismos de acção pastoral da Cúria Diocesana

O Sr. D. António José da Rocha Couto, por Decreto de 07 de Fevereiro passado, reformulou os serviços de coordenação pastoral da Cúria Diocesana.

Desde há muitos anos que estes serviços estavam agrupados em Secretariados Diocesanos. Esta reformulação tem em vista adaptar estes serviços às actuais necessidades da acção pastoral da Diocese.

Nas motivações que apresenta, o Decreto do Prelado da Diocese salienta que «a cúria responde ao bíblico tiqûn, que exprime o maior cuidado e atenção, digo mesmo desvelo e carinho, com que devemos tratar da inteira criação de Deus. O contrário é incúria. A Cúria Diocesana compreende-se neste cone de luz, e tem de se pautar no seu dia-a-dia pelo particular cuidado, atenta dedicação, desvelo e carinho, para com todos os diocesanos e todos os que demandam o abrigo do zelo do Pastor Diocesano. Tem ainda de pôr todo o seu empenho, através de todas as instituições e pessoas que a compõem, para levar a todos, com diligência, alegria e rigor, este serviço de amor.»

Em seguida, o próprio Decreto realça a distinção de funções dentro da Cúria Diocesana: «a Cúria Diocesana apresenta-se articulada em três valências que ajudam o Bispo Diocesano a desempenhar o melhor possível as suas funções pastorais, administrativas e judiciais (cân. 469).» E realça que, a presente reestruturação afecta, apenas, as funções pastorais, determinando que estas funções serão, de ora em diante, organizadas em Comissões, Departamentos e Serviços, «obedecendo assim à técnica jurídica e pastoral em uso nos documentos da Igreja.»

Com esta reorganização, a acção pastoral da Diocese estrutura-se de modo semelhante ao organigrama da Conferência Episcopal Portuguesa e passa a contar com sete Comissões: Missão e Nova Evangelização; Educação Cristã e Doutrina da Fé; Liturgia e Espiritualidade; Laicado e Família; Vocações e Ministérios; Pastoral Social e Mobilidade Humana; Bens Culturais e Comunicações Sociais.

Cada Comissão está estruturada em vários Departamentos e cada Departamento estrutura-se em vários Serviços. Os Secretariados Diocesanos até agora em funcionamento continuam a sua missão pastoral com a nova estrutura que entra em vigor com a publicação deste Decreto.

É verdade que a Nova Evangelização depende muito mais da renovação de cada pessoa, do que da renovação das estruturas, mas estas podem e devem ser agilizadas de modo a corresponderem à finalidade da missão da Igreja, que é anunciar a todas as pessoas o Evangelho.

Nova estrutura completa >>